quinta-feira, 13 de abril de 2017

É meu ovo!


Chegou a semana santa. Momento que muitos cristãos usam para reflexão e conversão, para lembrar do sacrifício de Jesus na cruz, Ele que apanhou mais que pandeiro na gafieira e sofreu mais que joelho de freira na semana santa, mas que venceu a morte ressuscitando no terceiro dia.

Minha mulher sempre disse que tenho que imitar Jesus. Falei para ela que nesse feriado ia imitar: sumir na sexta e só aparecer no domingo. Ela não gostou muito e me disse que eu poderia ir, mas consciente que ela faria como Judas: iria me trair. Realmente não dá para confiar nas mulheres, pois uma pesquisa apontou que metade das mulheres já traiu o parceiro. Isso significa que provavelmente já fui traído pela minha mulher ou pela minha amante.

Voltando ao assunto, já disse que para uns é tempo de reflexão, mas para a grande maioria do povo é apenas mais um feriado qualquer, sem valor igual argentina na zona. Muitos vão falar que essa comparação é uma indireta para alguém, mas logo digo que não sou como certas pessoas que ficam mandado indiretas nas redes sociais. Agora, já pensou se Jesus mandasse indiretas: "Eu morri na cruz por umas pessoas aí e elas estão bem de boa tomando cerveja e esqueceram de mim".

Eu tenho tanto pecado que nem me confesso mais: presto depoimento. E já até bolei meu plano maligno para ganhar um ovo de páscoa da minha mãe. Vou dizer para ela: já vou avisando, mãe, se não me der ovo de páscoa, vou dar showzinho no meio do supermercado e quem vai passar vergonha é a senhora. Vai que cola!

O grande protagonista da Páscoa hoje em dia nem é Jesus. O coelhinho que bota ovo de chocolate dá mais retorno ao comércio, a não ser que seu comércio seja uma igreja, é claro. 

Vi uma barra de 125 gramas de chocolate, de uma boa marca, custando R$ 4,45 em um grande hipermercado, enquanto um ovo de Páscoa da mesma marca e com o mesmo peso custava R$ 59,90. O que tem dentro desse ovo? O diploma da faculdade, uma carteira assinada e a chave de uma casa na praia? Ok, parei de reclamar do preço do ovo e vou fazer a minha parte para que eles fiquem mais baratos. Agora mesmo estou indo no mercado quebrar alguns. 

Esses dias apareceu uma mulher querendo me vender ovo de colher. Oxi, eu nem sabia que colher botava ovo! 

Hoje, dia 13 de abril, também é comemorado o dia do beijo. Estava triste por ter passado o dia do beijo sem beijar, mas vou olhar pelo lado positivo. Já passei o carnaval sem festejar, vou passar a Páscoa sem chocolate e ao que tudo indica, se continuar assim, tenho boas chances de passar o dia de finados sem morrer.

Um comentário: