terça-feira, 25 de fevereiro de 2020

Desilusão ortográfica amorosa


​​​​​De todos os males que a internet nos trouxe, a desilusão ortográfica amorosa é o pior. Triste flertar pela internet e a morena escrever "concerteza" ou "com migo". A pessoa é 99% gata, mas aquele 1% assassina o português.

Não que eu seja o Professor Pasquale, um errinho ou outro todo mundo comete, se você olhar minuciosamente esse texto vai encontrar vários. Sou feio e gordo, não nego, mas eu não escrevo você com ç e nem conjugo verbo com "mim".

Por exemplo, "conserteza" é o segundo pior erro de português, o primeiro continua sendo o descobrimento do Brasil, COM CERTEZA. Hoje em dia eu não espero honestidade de mais ninguém, já me contento com português correto. O erro de português é o mau hálito da conversa virtual e estraga tudo. 

Não vou generalizar, mas 90% das cirurgias plásticas deveriam acompanhar o procedimento de enxerto de massa encefálica.

Um dia conheci uma garota que pensei ser a ungida do Senhor que iria me fazer largar a vida de solteiro. Mas aí do nada me mandou: 

- Adoro comer alimentos com glúteos. 

Na hora me lembrei do Chaves perguntando ao Professor Girafales qual o animal que come com o rabo.

Depois continuou com outro assunto:

- Sou moça para casar, namorei só mente uma vez na vida.

Dias depois descobri que o apelido dela aqui no bairro é gripe, porque todo mundo já pegou ao menos uma vez na vida, muitos não SOMENTE uma vez. É tão rodada que já deve ter ganho todos os prêmios do "Quilômetros de Vantagens" do Posto Ipiranga, mas ainda assim essa não foi a maior decepção.

Antes dessa triste descoberta, li essa frase que quase sangrou meus olhos:

- Eu tenho a conciensia limpa, coloco a cabeça no trabiceiro tranquila. 

Falando nisso, li que um homem solteiro lava o lençol em média quatro vezes ao ano. Não sei para que tanto exagero, uma vez só já está ótimo. Por isso que quando minha ex lavava o meu, ela perguntava se aquilo era um lençol ou o Santo Sudário.

Voltando ao assunto, a dúvida de muitos cientistas é se há vida inteligente em outro planeta. Olha, eu já acho que está difícil encontrar neste. 

Não esqueço o dia em que chamei a referida garota de linda. Ela respondeu:

- Samos.

Existem dois tipos de pessoas burras no mundo: as que dizem "samos" ao invés de "somos" e meu primo Joaquim que enterrou meu tio com terno alugado. Está pagando até hoje.

Vocês ligam muito pra aparência. O importante mesmo é a pessoa saber a diferença entre "mas" e "mais". Acorde antes que alguém lhe leve ao curral, porque depois que estiver lá dentro e fecharem a porteira, não adianta mais você descobrir que é um burro iludido. Só percebemos onde amarramos o burro depois que ele já fez m... em tudo.

As vezes aquele "mim adiciona" pode te trazer junto uma séria desilusão. Confesso que quando li, a vontade foi de jogar um cocar e pedir para fazer a dança da chuva. Essa daí com certeza marcava a prova de múltipla escolha com "CH".

Ela tinha um corpo violão, só pra combinar com o cérebro que é do tamanho de uma palheta. 

Mas antes que achem que esse texto é machista eu digo: mulher sofre ainda mais com erros de português cometidos pelos homens. Tenho amigos que se colocarem os cérebros deles em um passarinho, ele voa pra trás. 

Teve outro que comprou uma moto para impressionar as garotas, tentou entrar com ela na água e ela parou de funcionar. Depois colocou a culpa na propaganda que dizia que as motos são como Jet Skis.

No fim das contas, a garota me pediu um tempo e espaço. Eu dei, a pessoa escreve jeito com "g", você acha que ela consegue calcular a velocidade?

Tem pessoas que são tão burras que não entendem uma piada. E eu sigo assim, achei que ia, mas não foi, aí quase foi, depois não foi, agora já era de vez.

Um comentário:

Diegão Silva disse...

"Qual o animal que come com o rabo?!"

Kkkkkkk!