quarta-feira, 5 de fevereiro de 2020

Malandra é a vaca que nasce malhada para não ir à academia



Li que 70% do nosso corpo é água, foi então que percebi que não estou gordo, só estou alagado. Não sou gordo, apenas minha capacidade de armazenamento é maior que a dos outros.

Subi na balança hoje e apareceu a mensagem: “favor subir um de cada vez”. E ainda vi uma mulher tirando a rasteirinha para se pesar depois de mim. Essa é esperança na vida que devemos ter, que belo exemplo.

Eu não sou gordo, só sou baixo demais para o meu peso, se eu tivesse uns três metros de altura, seria magrinho. Meu estômago em festas me lembra a memória do meu celular: nunca consigo guardar tudo que quero dentro dele.

Esses dias sortearam um mês de academia grátis em uma promoção onde eu trabalho e me dei muito bem: eu não fui o sorteado. Mas ainda assim, meus amigos insistem para eu ter uma vida fitness, mas sou mais preguiçoso que o cara que desenhou a bandeira do Japão.

Primeiro que não consigo parar de pensar em comida, eu até sonho que estou comendo. Essa noite eu sonhei que tinha comido um algodão doce de dois quilos. Quando acordei meu travesseiro tinha sumido.

E outra, em nada me impressiona as pessoas saradas. A pessoa posta uma frase de superação no Facebook, eu fico emocionado, vou lá, curto, penso que ela se curou de um câncer, mas depois vejo que foi apenas mais um dia na academia.

Falei com um profissional de educação física e ele me disse que tenho que começar aos poucos. Então ontem eu passei na rua de trás da academia, hoje em frente e amanhã se Deus quiser eu entro e pergunto o preço.

Já entrei na academia uma vez. Vi um halteres de 20kg e já imaginei que eu era o Hulk tentando levantar o martelo do Thor. Academia agora no começo do ano parece igreja: todo mundo atrás de um milagre querendo perder o peso que ganhou nas festas de fim de ano.

Eu não sei, mas acho que sou alérgico a exercício. Toda vez que faço um pouquinho minha pele fica vermelha, meu coração dispara, começo a suar e fico com falta de ar. Melhor não insistir.

Meu amigo fala que vai na academia para pegar um pouco de massa. Ué, para pegar uma massa eu acho melhor ir numa pizzaria.

Esse meu amigo ainda fica ostentando a barriga de tanquinho. Ostentação não é mostrar barriga que você consegue com uma academia onde você paga uns R$ 70,00 por mês, ostentação é mostrar barriga saliente de cadela prenha onde você gasta R$ 400,00 por semana com churrasco e refrigerante.

Outra amiga diz que faz academia para ter vida longa. Veja bem, a tartaruga vive 200 anos, não faz nenhum exercício e ainda de quebra tem a barriguinha dura.

Vou ser sincero, eu saio para correr de vez em quando. E sempre que não posso sair para correr, acrescento 30 minutos de corrida no dia seguinte. Amanhã mesmo vou correr e só paro em 2050. Um amigo me disse que correr pode acrescentar dias à nossa vida. Eu concordo, toda vez que corro me sinto dez anos mais velho.

Vi na TV que está na moda ter uma vida saudável trocando o carro pela bicicleta. Para quem se interessar, eu tenho uma bicicleta, viu?

Enfim, não vou aderir à moda. Infelizmente a mensalidade da academia não inclui um funcionário para vir aqui em casa me levar arrastado. Abdominal pra mim é quando você está deitado e espirra.

Só não faço academia por medo de perder a barriga e não ter mais com o quê empurrar a minha vida.  Por isso eu digo, malandra é a vaca que nasce malhada para não fazer academia. 

Nenhum comentário: