Como a Starbucks salvou minha vida


"Como a Starbucks salvou minha vida", escrito por Michael Gates Gill, conta a história de um ex-publicitário, diretor de criação da J. Walter Thompson, que trabalhou durante 25 anos na empresa até ser demitido. A vida do homem começou a mudar aos 63 anos, após ele conseguir um emprego na Starbucks.

Uma série de escolhas feitas por Mike durante a vida o levaram à falência e também à solidão. Pai de cinco filhos, o homem era aficionado pelo antigo trabalho e perdeu importantes momentos com a sua família. Não bastando a ausência em sua casa, Michael envolveu-se em um caso extraconjugal que gerou um novo filho fora do casamento, fato que fez com que sua esposa pedisse divórcio.

Além de separado, foi demitido do seu emprego na agência de publicidade. Mike tentou abrir o próprio negócio, mas as coisas não deram certo. Falido, o homem descobre que tem um tipo raro de câncer e precisa fazer uma cirurgia no cérebro. Uma proposta de emprego faz ele refletir sobre sua vida, preconceitos, limitações, diversidade.

A conquista da vaga faz Mike confrontar o seu passado e mudar suas atitudes. O homem que não andava de transporte público, morava numa casa grande e nunca tinha limpado nada a vida toda, torna-se um funcionário da Starbucks, responsável por diferentes funções, entre elas a limpeza de banheiro, precisa andar de metrô e lidar com diferentes pessoas diariamente.

É uma história super envolvente que mais do que relatar o crescimento de um funcionário dentro da Starbucks e de uma pessoa que saiu da zona de conforto, o autor nos leva a refletir sobre as prioridades da vida. Vale muito a pena a leitura e essa é a minha dica de livro para essa semana. Até a próxima!

Comentários

Postagens mais visitadas