Bahia vs Vitória - Além das 4 linhas

Seguindo falando dos clássicos dos final de semana pelo mundo, vamos falar de Bahia e Vitória, rivais de Salvador, pela grandeza das torcidas, representatividade e tradição dos dois clubes envolvidos, é considerado por muitos o maior clássico do Nordeste e um dos maiores do Brasil. O "Esquadrão de Aço" e o "Leão da Barra", alimentam essa rivalidade há mais de 80 anos, em confrontos desde 1932.

Os primeiros Ba-Vis da história, porém, não foram cercados por toda a expectativa e rivalidade que cercam os clássicos disputados nos dias de hoje. Afinal, na década de 30 Bahia e Vitória ainda não eram os clubes mais vencedores do estado, e sequer os mais tradicionais da capital, Salvador. Tampouco tinham torcidas representativas. Em 1932, ano do primeiro Ba-Vi, o Bahia completava seu primeiro aniversário. O Vitória, ainda com um futebol semi-amador, vivia a fase de transição para o profissionalismo e o esporte principal disputado no clube era o remo. A partir da década de 50, com a popularização dos dois clubes que anos mais tarde se tornariam os maiores da Bahia, o Ba-Vi passou a ganhar seus contornos de rivalidade e emoção, fato que tornou cada confronto entre os clubes um imenso atrativo para os baianos, em jogos que sempre atraem milhares de torcedores e geram repercussão nacional.

A título de curiosidade, antes do surgimento do Ba-Vi, o Bahia rivalizava com o Galícia, o Ypiranga e o Botafogo de Salvador, confrontos denominados "Clássico das Cores" (contra o Galícia), "Clássico do Povo" (contra o Ypiranga) e "Clássico do Pote" (contra o Botafogo). Os embates do Vitória contra Galícia, Ypiranga e Botafogo só ganhariam contornos de rivalidade mais tarde. Ainda nos primórdios do futebol baiano e antes mesmo do Bahia ser fundado, o Vitória mantinha também um clássico com o antigo Clube de Natação e Regatas São Salvador, chamado "Ajuste de Contas". O São Salvador era muito popular naquela época, e foi uma das primeiras forças do futebol baiano, bicampeão do Campeonato Baiano nas edições de 1906 e 1907. Atualmente, o clube dedica-se apenas à prática de esportes aquáticos.

Ao longo da história foram 98 jogos, com 35 vitórias rubro-negras, 30 tricolores e outros 33 empates. Um duelo de muita rivalidade e que terá mais uma página escrita neste final de semana. Quem leva a melhor? Veremos!

Comentários

Postagens mais visitadas