Burguer King vs McDonald's - A batalha no marketing


A rivalidade entre Burger King e McDonald's já rendeu muitos casos célebres de batalhas em comerciais e em diferentes e agressivas estratégias de marketing. Vamos relembrar algumas?

Em 2015, o Burger King enviou uma carta aberta ao McDonald’s propondo “tréguas”. A ideia era juntar os famosos hambúrgueres de cada, o Whopper e o Bic Mac, criando o McWhopper, para celebrar o dia internacional da paz. Este hambúrguer seria vendido apenas neste dia, e num só local, um restaurante construído entre as sedes do McDonald’s e do Burger King, com branding partilhado entre as marcas. Pouco tempo depois surgiu a resposta oficial do McDonald’s negando a parceria e dizendo que para a próxima vez, um simples telefonema seria o suficiente, deixando muitos consumidores desapontados.

Em outra oportunidade, o Burger King aproveitou o lançamento do filme “IT: A Coisa”, para provocar o concorrente McDonald’s. Na estreia do filme, foi publicado nos créditos a seguinte mensagem: “The Moral is: Never Trust a Clown” (Moral da História: Nunca Confie num Palhaço). Piada em alusão ao Ronald McDonald.

Outra vez, o BK seu perfil no Facebook, publicou uma imagem de uma peça sua ao lado de uma peça do concorrente McDonald´s, aparentemente em uma estação de metrô. Ambas publicidades promoviam quatro itens do cardápio por R$ 19,90, com imagens parecidas. O texto do post brinca com a semelhança e insinua que a concorrência anda copiando as suas ideias: “Posso copiar? Claro. Só não faz igual”. Vale lembrar que, utilizando essa mesma fórmula de provocar o rival de forma bem-humorada, o Burger King Brasil criou o case “Anúncio Grelhado”, uma das campanhas mais premiadas do país em 2019.

Difícil saber quem levou a melhor nesse duelo. Mas no prestigiado festival de publicidade Cannes Lions, realizado em junho na França, o Burger King foi consagrado com o GP de Titanium, o maior prêmio do festival pela campanha "The Whopper Detour", que também provoca a rival. A peça produzida pela CB New York consistia na venda de Whoppers, lanche carro-chefe do BK, ao preço de um centavo pelo aplicativo da empresa no celular sob uma única condição: o pedido tinha que ser retirado em uma unidade do McDonald’s.

O Burger King da Argentina teve uma ideia genial. Para incentivar o aumento das arrecadações durante o ‘McDia Feliz’, o BK suspendeu as vendas do lanche Whopper e sugeriu que os clientes fossem comer no McDonald’s. As pessoas, claro, ficaram atônitas. Ninguém conseguia entender. Parece brincadeira, mas não era. A ação recebeu o nome de ‘Un Día Sin Whopper ’e auxilia a iniciativa da concorrência que reverte o lucro dos lanches vendidos para instituições que tratam crianças com câncer. A jogada de marketing foi concebida pela agência David. Deu muito certo, pois a campanha atingiu quase 210 milhões de pessoas.

E assim os rivais vão se alfinetando e conquistando cada vez mais mercado, basta ver o quão cheias são suas lojas. Eu me divirto com as campanhas e consumo nos dois, afinal um gordinho não perdoa um Big Mac ou um Whopper. 
😋

Comentários

Postagens mais visitadas