Roda de samba com Bezerra da Silva

José Bezerra da Silva, conhecido popularmente por Bezerra da Silva, completaria 94 anos nesta semana. Com uma história de superação, se consagrou através do samba, onde cantou os problemas sociais das favelas e da população marginalizada. Gravou seu primeiro compacto em 1969 e o primeiro disco em 1975, de um total de 28 álbuns lançados em toda a carreira que, somados, venderam mais de 3 milhões de cópias. Ganhou 11 discos de ouro, 3 de platina e 1 de platina duplo.

O sambista que foi o último malandro raiz da nossa música, deixou um legado e tanto. Foi tema do livro "Bezerra da Silva - Produto do Morro", de Letícia Vianna, lançado em 1998. Além dela, o rapper Marcelo D2 lhe prestou homenagem quando lançou em 2010, pela gravadora EMI, o álbum "Marcelo D2 canta Bezerra da Silva", o qual também recomendo, é um álbum sensacional!

Em 2012, foi lançado o documentário "Onde a coruja dorme", de Márcia Derraik e Simplício Neto, que destaca os compositores de suas músicas, trabalhadores anônimos, que abordavam em suas letras temas da realidade brasileira como o malandro, o otário, o alcaguete, as drogas. O filme teve origem no curta-metragem homônimo, lançado onze anos antes.

Outro legado é o incontestável e único estilo do típico malandro carioca com seu boné brad brim estampado até hoje inspira muitos admirados em rodas de samba. Falando em roda de samba, recomendo para vocês nesta semana o álbum da série “Roda de samba" produzido pela Som Livre com grandes ícones do gênero. Claro que Bezerra da Silva não ficou de fora e esta obra reúne os principais sucessos do sambista. Vale a pena desfrutar!

Comentários

Postagens mais visitadas