Tim maia: 23 anos sem o síndico. Mas por que síndico?

Mesmo com vários problemas de saúde, Sebastião Rodrigues Maia insistiu em subir no palco do Teatro Municipal de Niterói para fazer sua apresentação no dia 8 de março. A banda começou a tocar o hit “Não Quero Dinheiro”, ele veio em direção ao microfone e cantou duas vezes a primeira frase da canção: “Vou pedir…”, disse, passando mal. Ergueu o braço, despediu-se do público e saiu do palco. Dali foi internado e passou uma semana hospitalizado no Hospital Universitário Antonio Pedro, até que no dia 15 de março de 1998, Tim Maia morreu, aos 55 anos.

O vozeirão subversivo se calou. Porém, sua obra musical e pensamento instigante continuaram seguindo adiante. Ainda hoje continua influenciando inúmeros artistas de vários gêneros e idades.

Alguém sabe porque o Tim Maia ganhou o apelido de Síndico do seu grande amigo Jorge Ben Jor?

Em determinada ocasião, o cantor começou a sentir-se inseguro, pensava estar sendo perseguido e que estavam querendo roubá-lo. Pegou o seu revólver 38 e disparou em direção a alguns funcionários da empresa Light que estavam trabalhando para reparar a energia. E por conta deste acontecimento Jorge Ben Jor resolveu apelidá-lo de “sindico” na música W-Brasil, que virou sucesso absoluto em todo o Brasil e que ajudou a carreira de Tim Maia que se encontrava em crise no momento.

O motivo da invenção do apelido foi por Jorge acreditar que ele era um cara de personalidade forte e que tentava por ordem em tudo. Reclamando e xingando quem fosse preciso! Curioso foi que Tim Maia veio a se tornar, de fato, síndico do prédio em que morava na Barra da Tijuca tempos depois.

O síndico deixou saudades, Tim Maia eterno!

Comentários

Postagens mais visitadas